O Coletivo de Brechós volta à plataforma cultural com bazar e desfile de moda sustentável

Retornando à Plataforma Cultural, o Coletivo de Brechós promove um desfile de modas e participa com um grande bazar do Estação Cultura que acontece no dia 08 de Abril, das 9 as 21 horas, na av. Calógeras, 3015. O evento é promovido pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur).

O espaço, que já é tradicional para os amantes de brechós desde 2015, estava fechado desde o início do ano e agora abre suas portas novamente em grande estilo para a arte e a cultura. O bazar será composto por 15 brechós do Coletivo, e contará também com um inédito desfile de modas das tendências Outono/Inverno – Brechós 2017 e a presença da Miss Brasil Pré Teen 2016, Claudia Louise, na plateia.

Os looks escolhidos trazem a realidade do outono/inverno de Campo Grande, com peças que se adequam a estas estações, todas dos brechós participantes do Coletivo. E quem pensa que brechó é coisa só de mulher, a coleção também traz modelitos para os homens, com roupas exclusivas, mostrando que cada dia mais, o comércio de peças usadas está crescendo.

Segundo a personal stylist, Vanessa Lay, que também é integrante do Coletivo de Brechós, o desfile servirá para mostrar a todos a importância da moda sustentável, da economia criativa, desmistificar os preconceitos em relação aos brechós, e mostrar à todas as pessoas que o comércio de usados tem sim peças incríveis e exclusivas.  Para ela, os brechós estão crescendo muito exatamente pela economia que proporcionam, vendendo peças até 90% mais em conta do que as novas, e pela exclusividade. Quem tem estilo próprio encontra nos brechós a saída para montar looks superinteressantes, e o melhor, não vai encontrar ninguém com a mesma roupa.

Uma das coordenadoras do Coletivo de Brechós, Val Reis, afirma que o evento veio de encontro a uma série de mudanças que o setor vem enfrentando.  “A popularização do comércio de itens usados é relacionado, também, a uma mudança de cultura. Os brechós sempre foram vistos como um comércio escondido, o patinho feio, aquela loja que dava alergia só de passar na frente, cheirando a mofo. Hoje não. As roupas são limpas, higienizadas, sem manchas ou defeitos.  Além disso, o consumo consciente leva as pessoas a buscarem alternativas mais sustentáveis. Este tipo de negócio colabora não apenas com a economia, mas com a sustentabilidade também.

“A partir do momento em que você escolhe vender o que já não utiliza mais, sem querer você faz um grande bem para a cadeia sustentável, pois esta peça não será descartada. Reutilizar roupas, calçados, acessórios, entre outros objetos faz com que as pessoas possam economizar em momentos de crise, além de uma nova forma de gerar renda para as famílias”, finaliza Val Reis.

O Evento:

O Estação Cultura acontece no dia 08/04, das 8 às 21 horas, com diversas atrações, entre elas o Bazar do Coletivo de Brechós com muitas novidades. Serão 15 brechós participantes. Às 14 horas terá o desfile de modas com as peças do Coletivo.

Veja o calendário completo do evento link http://bit.ly/2ommEnI

 

 

Comentários

Associe-se

Se você trabalha no segmento de Brechó em qualquer cidade do Mato Grosso do Sul, clique no link abaixo e inscreva-se. Entraremos em contato para você participar dos nossos próximos eventos.

CLIQUE E PREENCHA

Curta Nossa Página